No Poo e Low Poo – o que é?

As expressões no poo e low poo surgiram do livro Curly Girl: The Handbook.

Curly Girl: The Handbook (Barnes and Noble)

São duas rotinas de lavagem do cabelo, que partem do principio de que os champôs vulgares, que utilizamos normalmente, contêm substâncias bastante agressivas para o cabelo – os sulfatos. O champô é um detergente, e como tal, remove a sujidade e produtos acumulados. Contudo acaba também por, inevitavelmente, remover a proteção lipídica da fibra capilar – os óleos naturais e necessários para um cabelo forte e saudável.

Para percebermos melhor…
O Sodium Laureth Sulfate (SLS) ou Sodium Lauryl Ether Sulfate (SLES) são agentes químicos inicialmente usados nos produtos de limpeza da indústria automóvel e química, e atualmente utilizados nos mais variados produtos de cosmética (não só champôs, como sabonetes ou pasta de dentes). Estas substâncias ajudam à produção elevada de espuma, permitindo uma melhor distribuição do produto durante a lavagem do cabelo, pele ou dentes. São substâncias altamente irritantes para a pele, mucosas e olhos.

Antes e Depois, utilização de sulfatos em produtos capilares:

missrustynet

(missrusty)

Lorraine Massey, a autora deste livro (para muitos, completamente revolucionário, no que toca ao entendimento e tratamento adequado do cabelo seco com caracóis), inspirou-se no seu próprio cabelo e tem inspirado também nos últimos tempos uma série de pessoas a seguir o seu método. De acordo com a autora, a forma em espiral dos caracóis impede que a oleosidade natural do couro cabeludo se espalhe de maneira uniforme ao longo dos fios do cabelo. Esta falta de oleosidade torna os cabelos com caracóis mais suscetíveis aos danos externos. O cabelo com caracóis tem também tendência a ser mais poroso do que o cabelo liso, o que torna o enxaguar total do champô praticamente impossível.

Antes e Depois, utilização de sulfatos em produtos capilares:

RockynCurls

(rockyncurls)

Mas as rotinas no/low poo não são necessariamente apenas para quem tem caracóis. Devido às consequências comprovadas do uso continuado de sulfatos nos produtos capilares, a diminuição do seu uso é especialmente benéfica para quem tem cabelo seco, ressecado, quimicamente tratado ou crespo.

Antes e Depois, utilização de sulfatos em produtos capilares:

thebeautydepartment

(thebeautydepartment)

 

No Poo (no shampoo, traduzindo diretamente, sem champô)
Nesta rotina é eliminado completamente o uso do champô. Para além dos produtos com sulfatos, são também abolidos todos os produtos capilares que contenham silicones, óleos minerais e derivados do petróleo (substâncias que são altamente vulgares nos produtos capilares). Os silicones, óleos minerais e petrolatos fixam-se sobre a superfície dos fios do cabelo, criando uma película insolúvel – e ao não serem solúveis na água, só são removidos com sulfatos fortes.

A única forma de perceber se estas substâncias estão presentes ou não nos produtos capilares é lendo os ingredientes no verso das embalagens.
Assim, quem segue uma rotina de cuidados capilares no poo, deverá abolir os seguintes componentes:

Sulfatos:
– Sodium Lauryl Sulfate (SLS) – o mais comum e mais barato de todos os sulfatos;
– Sodium Myristyl Lauryl Ether Sulfate (SLES) ou Sodium Laureth Sulfate;
– Sodium Myreth Sulfate;
– Sodium Myristyl Sulfate;
– Ammonium Lauryl Sulfate (ALS);
– Ammonium Lauryl Ether Sulfate(ALES).

Silicones insolúveis:
– Trimethylsilylamodimethicone;
– Amodimethicone;
– Cyclopentasiloxane;
– Cyclomethicone;
– Dimethicone;
– Cetyl Dimethicone;
– Cetearyl Methicone;
– Dimethiconol;
– Stearyl Dimethicone;
– Phenyl Trimethicone;
– Simethicone;
– Polydimethylsiloxane;
– Methicone.

 Óleos Minerais:
– Petrolatum;
– Mineral Oil;
– Parafinum Liquid.

Informação retirada daqui.

O no poo é uma rotina que, quando adotada, deverá ser seguida à risca. Se os sulfatos forem eliminados completamente, mas não se eliminarem os componentes insolúveis listados acima, o cabelo vai ficar saturado, perder o brilho e ficar com um aspeto sujo e sem volume.

A forma mais conhecida de seguir uma rotina capilar no poo é adotando a técnica de co-wash (conditioner wash, traduzindo à letra, lavagem com condicionador).

(sobre esta técnica, e alguns produtos sugeridos, será feito um post na próxima semana.)

Low Poo (low shampoo, traduzindo diretamente, baixo/leve champô)
A rotina low poo utiliza sulfatos com formulações mais suaves, e de forma moderada. Esta técnica admite o uso do champô, mas champôs considerados mais “leves”. E quem segue esta rotina capilar usa também de forma moderada séruns ou outros produtos (leave-in, máscaras, por ex.) com substâncias insolúveis.

(sugestões de produtos adequados a uma rotina low poo em próximo post)

Aqui está Lorraine Massey falando um pouco melhor das suas técnicas – e na internet encontram-se bastantes testemunhos de pessoas que aboliram completamente o uso de sulfatos (ou que diminuíram significativamente o seu uso) nos produtos capilares, e que perceberam melhorias consideráveis na condição do cabelo.

(editado a 08/02 para acrescentar algumas imagens “antes/depois”)

Anúncios

4 thoughts on “No Poo e Low Poo – o que é?”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s