Como montar o Cronograma Capilar?

E agora passando da teoria à prática…

Como montar um cronograma capilar?

Voltando ao primeiro post, é importante recordar as três necessidades básicas do cabelo (hidratação, nutrição e reconstrução) e nesse sentido, adquirir uma máscara específica para cada uma destas etapas.

O champô mais indicado costuma ser o champô que faz o duo com a máscara – mas isto não é imperativo para se obterem bons resultados. Se não quisermos comprar um champô específico para cada etapa do cronograma capilar, podemos utilizar o mesmo champô para as três etapas. Os ativos estão concentrados sobretudo nas máscaras, estas é que são consideradas verdadeiramente o tratamento. O champô da mesma linha da máscara pode potenciar o seu efeito, porque alguns champôs também já têm alguns ativos. Mas não é imprescindível fazer o duo.

(São recomendados três tratamentos – e portanto, lavagens – semanais. Vamos ver mais à frente que as máscaras vão sendo usadas alternadamente, conforme a fase em que estamos).

É importante, de seguida, perceber as necessidades da fibra capilar. O tipo de cronograma capilar adotado vai depender do estado em que o cabelo se encontra. Por exemplo, se pintamos/alisamos/descolorimos o cabelo com alguma frequência e como consequência ele tem tendência a ser um cabelo fraco e quebradiço, devemos insistir na reconstrução. Se o cabelo é seco, crespo e volumoso – vamos perceber melhores resultados se focamos o cronograma capilar na nutrição.

Os cronogramas capilares são feitos com a duração de um mês. Mas a recuperação de um cabelo danificado demora normalmente mais do que isso, pelo que o cronograma adotado deve ser repetido, todos os meses, até o cabelo atingir o estado desejado.

O “cronograma capilar oficial”, que podemos encontrar na internet, sugere o seguinte:

Dia da semana 1 Dia da semana 2 Dia da semana 3
1ª semana Hidratação Hidratação Nutrição
2ª semana Hidratação Nutrição Hidratação
3ª semana Hidratação Hidratação Nutrição
4ª semana Hidratação Nutrição Reconstrução

Se, por exemplo, decidimos lavar o cabelo às segundas, quartas e sextas-feiras, de acordo com este cronograma usamos na primeira semana, na segunda-feira e na quarta-feira a máscara de hidratação, e na sexta-feira, a máscara de nutrição. E por aí fora.

Mas também existe um cronograma capilar recomendado para cabelos danificados (uma vez mais, encontrado em várias fontes na internet):

Dia da semana 1 Dia da semana 2 Dia da semana 3
1ª semana Hidratação Nutrição Reconstrução
2ª semana Nutrição Hidratação Nutrição
3ª semana Hidratação Nutrição Reconstrução
4ª semana Hidratação Hidratação Nutrição

O indicado é fazer um intervalo de dois dias entre cada dia de tratamento, mas não é necessária tanta rigidez. Quem lava o cabelo todos os dias pode adotar o cronograma, e nos dias em que não faz nenhum tratamento, usa o condicionador habitual. Claro que também se podem espaçar mais os dias entre cada lavagem. Depende de cada tipo de cabelo.

Se somos capazes de perceber as necessidades do cabelo, podemos focar-nos nas etapas que este mais necessita, e com a frequência que nos for mais conveniente, evitando assim seguir um cronograma pré-definido.

Finalmente, o ideal é não fazer nenhum processo químico (que acaba por enfraquecer o cabelo) durante a duração do cronograma capilar, se a ideia é recuperar o cabelo!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s